Tradutor - Translate

16/09/14

Quais são as causas da Obesidade?

Olá meninos e meninas tudo bem por aí?

Falamos tanto em beleza e saúde, mas sabemos como cuidar e o os porquês desse cuidado?


Ouvimos tanto falar sobre obesidade, mas afinal o que é obesidade? O post é meio longo, mas penso que é válido ler e conhecer as causas da obesidade.


Quais são as causas da Obesidade?
Obesidade
De uma forma generalizada, a obesidade surge no organismo de alguém quando a quantidade de gorduras ingeridas é muito superiores às gorduras queimadas. 

O fato disso acontecer tem inúmeras causas, algumas delas nem sequer estão ligadas à alimentação, por isso as causas da obesidade são várias, incluindo fatores genéticos, ambientais, psicológicos e até sociais.

A obesidade não é hereditária, isto é, não é por possuir um familiar próximo com obesidade que terá obrigatoriamente esse problema de saúde. No entanto, com a convivência regular com essa pessoa, terá grandes probabilidades de adotar o mesmo tipo de hábitos que ela, incluindo até na alimentação, que muitas vezes é afetada pelo ambiente envolvente ou até por opiniões de outras pessoas. Adotando o mesmo estilo de vida de alguém que sofre de obesidade, é muito provável que mais ano menos ano esteja na mesma situação ou até pior. Existem alguns estudos que referem a genética como uma causa da obesidade, mas nenhum desses estudos foi comprovado cientificamente, mesmo tendo alguns exemplos concretos, por isso não pode ser considerado uma das causas da obesidade.

O ambiente social em que está inserido é também um dos fatores para o surgimento da obesidade no seu organismo, isto é, deve evitar mudanças drásticas de hábitos alimentares, deve aprender a escolher as refeições de acordo com as suas, e do seu organismo, necessidades e ainda a reconhecer quando está a ser influenciado pelo ambiente para fazer uma má alimentação (com os odores convidativos, por exemplo), deve ainda combinar todos estes cuidados com uma atividade física regular, e para controlar tudo isto é essencial que faça o registo da sua atividade, alimentar e física.

Muitas vezes a comida é vista como uma fuga a certas emoções sentidas no momento, isto é, a maioria das pessoas que possuem peso a mais, geralmente têm alguns problemas psicológicos que lhes faz ingerir uma grande quantidade de comida quando se sentem confusos, tristes ou até nervosos. Geralmente esta situação é encarada com naturalidade, mas quando a pessoa não consegue controlar os seus atos, e a ingestão de comida se torna uma ato mecânico, então é sinal que a obesidade estará bastante próxima.

Existem ainda outras causas que podem levar à obesidade, ou simplesmente ao excesso de peso, como por exemplo: o hipertiroidismo, a síndrome de Cushing, a depressão ou esgotamento ou certos problemas neurológicos que levam a pessoa a mudar de vida completamente. Há ainda alguns medicamentos que têm como efeitos secundários ganhar algum peso, mesmo sem mudar o seu tipo de alimentação ou a quantidade. Nestes casos, é importante que o seu médico de família tenha conhecimento da situação o quanto antes para modificar o medicamento para evitar o excesso de peso.

São muitas as causas da obesidade, embora as mais comuns tenham sido faladas aqui, no entanto é importante referir que nem todos os seres humanos reagem da mesma forma às mesmas situações, por isso nem todos os fatores servem para todo o tipo de pessoas. No caso de ganhar algum peso que não seria normal e com uma enorme dificuldade no emagrecimento, deve contactar o seu médico de família o quanto antes para que o seu diagnóstico seja feito e seja recomendado o melhor tratamento o mais depressa possível.

O que é a obesidade Mórbida?
Obesidade mórbida
A obesidade é um dos problemas que tem vindo a crescer a nível de número de doentes, principalmente nas sociedades industrializadas onde o estilo de vida levada é propício ao surgimento desta doença, uma má alimentação e o sedentarismo. Com todo este crescimento, há já quem considere que a obesidade é a epidemia do séc. XXI ou mesmo um grave problema de saúde pública, mesmo sendo um problema que (na maioria dos casos) depende do tipo de vida que a pessoa leva.

Atualmente o nosso País detém a maior taxa de obesidade infantil de toda a Europa, sendo que essa taxa traduz-se em cerca de 1 milhão de crianças que sofrem de obesidade, e cerca 200 a 300 mil doentes com a tão falada obesidade mórbida. Infelizmente este valor, ao longo dos últimos anos, tem vindo a cresce de uma forma exponencial, principalmente devido ao sedentarismo que está intrínseco na vida dos portugueses.

A obesidade mórbida ocorre quando a pessoa tem um IMC (Índice de Massa Corporal) superior a 40. Este valor é calculado tendo em conta o peso e a altura da pessoa (IMC = peso / (altura)2), sendo que os valores variam entre os 18,5 até aos 40. Como é lógico, valores abaixo dos 18,5 estão muito abaixo do peso ideal para a sua altura, e valores acima de 25 já podem se consideradas pessoas com excesso de peso, mas são as pessoas com IMC superior a 40 que estão com um problema de saúde que pode mesmo trazer bastantes riscos futuros.

Nos dias de hoje, o tratamento mais procurado por quem sofre de obesidade mórbida é a cirurgia, já que é um dos métodos mais eficazes no tratamento da obesidade. Estes tratamentos têm como base principal reduzir o “volume” do estômago, através de uma banda gástrica ou de um “sleeve”, fazendo assim com que a pessoa necessite de ingerir muito menos comida para se sentir saciada. Há ainda um outro tipo de tratamento, bastante mais extenso, que além da redução no volume do estômago, incluem também a exclusão de segmentos do intestino e da passagem da bílis e enzinas digestivas, como por exemplo o Bypass Gástrico. Este tipo de tratamento não é o mais frequente, e é apenas usado em casos extremos onde a cirurgia normal não teria qualquer efeito.

Devido ao enorme aumento de doentes com obesidade mórbida em Portugal, são cada vez mais as clínicas e hospitais a garantir este tipo de procedimento cirúrgico para quem necessitar. Porém, apenas seguem este tratamento aqueles doentes que os médicos assim aconselharem, pois existem algumas condições necessárias para se submeter ao tratamento. Se está numa situação destas e pensa que a única solução é mesmo a cirurgia bariátrica, então antes de iniciar qualquer tipo de tratamento deve se aconselhar com um médico especialista e ver todas as hipóteses possíveis para o seu caso.

Em suma, obesidade mórbida acontece quando a pessoa tem um IMC acima dos 40, concluindo assim que tem peso a mais para a altura que tem. Há vários tratamentos que deve tentar antes de iniciar o procedimento da cirurgia, e sempre que possível deve evitar este tratamento, pois quem sofre de obesidade mórbida já tem vários problemas de saúde associados que podem ser agravados com a cirurgia.
Para qualquer dúvida acesse a fonte de origem...
saúde
Mas porque a obesidade incomoda tanto, é só pela estética? Claro que não, vai muito além da beleza física,  veja as 10 principais doenças que a obesidade causa.

Pressão alta: A hipertensão arterial é a causa primária de morte na população norte americana acima de 25 anos. Milhões de pessoas sofrem deste mal, que também é um fator de risco para doenças do coração. A pressão arterial tende a aumentar com o ganho de peso e a idade. Quem está acima do peso e tem pressão alta, com uma perda de peso em torno de 4 quilos, pode surpreender-se com o retorno da pressão arterial a níveis seguros.

Diabetes: A obesidade é considerada como um dos fatores mais significativos para o desenvolvimento de resistência à insulina, que acaba levando ao diabetes do tipo 2. De acordo com a OMS, mais de 90% dos diabéticos no mundo tem esse tipo da doença. Estar acima do peso ou obeso contribui para o diabetes por tornar as células mais resistentes aos efeitos da insulina. Uma perda de peso de 7 a 9 quilos ajuda muito a diminuir este risco.

Doenças do coração: Obesidade é um fator importante de risco para desenvolvimento de doença coronariana, que pode levar a um ataque cardíaco. Quem está acima do peso tem risco aumentado de sofrer um ataque cardíaco antes dos 45 anos. Adolescentes obesos têm uma chance maior de ter um ataque cardíaco antes dos 35 anos do que adolescentes não obesos. Assim como no caso do diabetes, perder 7 a 9 quilos ajuda a reduzir o risco de doenças do coração. E exercitar-se regularmente reduz ainda mais este risco.
Colesterol elevado: É uma das principais causas de ataques cardíacos. O tipo de colesterol que está envolvido no aumento deste risco é o LDL. Quando seus níveis aumentam, o risco de doenças coronarianas sobe 20%. E, novamente, perder peso ajuda a jogar estes níveis de LDL para baixo.

Câncer: Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver inúmeros tipos de câncer em 50%. Mulheres obesas, por exemplo, têm risco aumentado de câncer de endométrio. Outros dados sobre esses riscos estão neste artigo do National Câncer Institute dos EUA.

Infertilidade: Estar obeso pode causar mudanças nos níveis hormonais das mulheres, que podem resultar em insuficiência ovariana. Mulheres acima do peso estão em risco mais elevado de ter problemas de infertilidade, assim como câncer de ovário. Nosso organismo deve estar em um peso adequado para produzir a quantidade certa de hormônios e regular a ovulação e menstruação. E não pense que homens são imunes à infertilidade, pois homens obesos têm chance maior de desenvolver problemas de mobilidade e baixa contagem espermática.

Dor lombar: A obesidade é um dos fatores que mais contribuem para dores lombares e articulares. O peso excessivo pode causar lesões nas partes mais vulneráveis da coluna, que carregam o peso corporal. Quando essas partes precisam sustentar o peso excessivo, as chances de ter uma lesão espinhal ou dano estrutural aumentam. Estar acima do peso também aumenta o risco de desenvolver osteoporose, dor lombar, artrite e osteoartrose.

Infecções de pele: Obesos e indivíduos acima do peso podem ter dobras na pele. Essas dobras podem ficar irritadas pelo atrito e suor, o que em última análise leva a infecções de pele.

Úlceras: De acordo com estudo do National Institute of Health (NIH), a obesidade pode ser um fator contribuinte para o desenvolvimento de úlceras gástricas. Estas ocorrem quando existe um desequilíbrio no estômago, com predomínio do conteúdo ácido secretado. O risco é maior no caso dos homens.

Pedras na vesícula biliar: Estar muito acima do peso aumenta o risco de desenvolver pedras na vesícula, especialmente nas mulheres. Elas ocorrem quando o fígado elimina uma quantidade elevada de bile, a qual é armazenada na vesícula biliar. A bile tem a função de ajudar a dissolver as gorduras, e uma dieta rica em gorduras aumenta a sua produção. As pedras na vesícula são mais comuns em mulheres mais velhas, e com história familiar da doença.

Como vimos, não são poucos os problemas de saúde que podem advir da obesidade, e tendo em vista que é algo totalmente passível de prevenção, não há desculpas. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.
Arabesco coração
Não há uma regra, pois nem todo obeso é doente como nem todo magro é saudável, mas vale como um alerta, pois precisamos cuidar melhor da nossa saúde, física e mental.

Bom, quero deixar claro aqui que eu não sou a favor da magreza absoluta, nem faço apologia a beleza física, e não tenho preconceito nem contra pessoas acima do peso (mesmo porque eu estou acima do meu peso ideal) nem contra quem é magro demais, faço sim apologia a uma vida plena de saúde, seja magro ou gordo, que possamos ser felizes, sem ter de viver a base de medicamentos.

Espero que ao saber quais são as causas da obesidade, isso possa lhe ajudar de alguma forma no seu dia a dia, a prevenir futuros problemas de saúde.

Abraços e carinhos, até a próxima ...
Beijos, My!
blog Masso Vita


28 comentários:

  1. assunto muito serio, obesidade é doença e temos que nos alertar. ainda bem que hoje o assunto já é mais falado e temos mais recursos, Outra coisa que muitos não prestam atenção são as pessoas que não estão tão acima do peso e acham que a suade está bem, não loigam paa o colesterol ou doenças do coração, achando que somente a estética "está bem" Te convido a conhecer o meu blog. Se gostar me dá uma forcinha seguindo, ctz retribuirei o carinho!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente a obesidade vem crescendo cada dia mais, e isso é um problema muito grave.
    Convivo com isso, meu pai é um pouco acima do peso e sei os problemas que a obesidade trás.
    Beijos, adorei o post
    http://princesasviciadasemmoda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Minda, eu tenho duas amigas, duas irmãs, que lutam a vida inteira contra a obesidade. A mãe delas, era obesa, e acabou falecendo, vítima de cirrose. O que atribuem a quantidade de remédios para emagrecer que tomou no desespero para emagrecer.
    Eu convivi na casa delas boa parte da minha infância, e sei o quanto ela se preocupava com a alimentação, exatamente porque percebia que as filhas, ainda pequenas, eram gordinhas. Isso me faz pensar que, tema algo de genético.
    As minhas amigas são super preocupadas com a saúde. Fazem exercícios físicos e tem uma dieta balanceada, e ainda assim, continuam gordas. é de partir o coração.

    Muito bom o teu texto. Muito esclarecedor. Principalmente sobre a cirurgia bariátrica, que a meu ver, no Brasil está banalizada. Vejo pessoas engordando para poder submeterem-se à ela. Nunca tentaram uma dieta, nunca fizeram um exercício físico, e a primeira opção é a cirurgia.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. eu sempre assisto aqueles programas que passa de obesidade mórbida e fico me perguntando como a pessoa deixou ficar neste ponto. É muito triste a obesidade pq é um vicio em comida. Eu acredito muito que é o psicológico que manda e não acredito que dietas funcionem, mas sim a reeducação alimentar, trabalhar a mente pra controlar o vicio em comida.
    Adorei o post, muito informativo. bjs
    quatroestacoes.blog.br

    ResponderExcluir
  5. Que post maravilhoso! Gostei de ficar mais informada sobre esse assunto =)
    beijos da MaVi

    BLOG FLICKA / FACEBOOK / FAN PAGE / PINTEREST / CANAL / GRUPO DE DIVULGAÇÃO

    ResponderExcluir
  6. My, adorei o esclarecimento sobre o tema. A obesidade que hoje traz tanta preocupação as pessoas, ainda é uma polêmica,pois o prazer de comer é maior , então emagrecer se torna tão difícil. Minha cunhada Gis, fez a bariátrica a um ano , emagreceu 50 kg, para ela a cirurgia deu certo e ela está super feliz.

    Beijinhos

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Minda a obesidade é um problema sério, que está afetando muito as pessoas, só com informações que vamos combater esse problema, e saber as causas é importante, Minda excelente o post informativo, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Parabéns pelo post, ficou explicou muito bem.
    A obesidade é uma doença que pode matar e temos que nos cuidar. Para evitar futuros transtornos. Esse assunto deve ser mais discutido, inclusive as cirurgias. A fila de espera pelo sus é enorme.
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Ótimo o post, o que mais vemos hoje em dia são pessoas obesas, acredito a falta de tempo e o ritmo agitado de trabalho nas grandes cidades contribuem e muito para que isso aconteça, o crescimento da rede de fast food e a falta de informação na hora de escolher os alimentos saudáveis tbm contribuem para o aumento do peso.
    www.viproveigostei.com

    ResponderExcluir
  10. Muito bem feito e explicado Munda, é triste quando chega em um ponto q fica difícil até andar se locomover, por isso é bom se alerta e se prevenir e cuidar enquanto antes, parabéns pelo post ❤❤

    ResponderExcluir
  11. Os números são assustadores e é um problema muito sério mesmo, e por consequência outros tantos vão aparecendo também. Tem que ter muita força de vontade e cuidados para conseguir sair deste quadro.

    ResponderExcluir
  12. A obesidade é um problema sério que vem aumentando cada vez mais. A saúde é um bem muito precioso e temos que cuidar dela. Parabéns pelo post!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Obesidade é muito comum hoje em dia, mas também é uma doença muito seria e deve ser evitada e tratada!
    Bjcas e uma ótima semana para você!
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Minda,um assunto para agente levar a sério,lê direitinho,já diz uma passagem na Bíblia que gosto muito.
    O povo sofre por falta de conhecimento,e quando Ele o nosso Pai quis dizer isso ele disse em todas conhecimento,esse tbm,temos que ter conhecimento para que isso ñ aconteça com agente. As vezes agente come dá maneira errada,sem falar os outros problemas que vc cita em seu post,tão esclarecedor.
    Grata pela partilha.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  15. Assunto delicado e seríssimo! Post maravilhoso riquíssimo, fiquei muito feliz em ler. Compartilhei com alguns amigos... parabéns pelo post!

    www.mihpocket.com

    ResponderExcluir
  16. Parece o mal do século, vida sedentária agregada a má alimentação. Estou acima do peso e tentando reverter isso pra uma qualidade de vida melhor.
    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Nossa amiga esse assunto dá um livro né...a relação com a comida é tão complicada né? E hoje em dia temos tanta coisa industrializada, tanto coisa que faz mal pra saúde, com altas quantidades de sódio...Mas acho que além da educação alimentar que se forma desde criancinha, tem uma questão psicológica fortíssima por trás disso né!!
    Vamos cuidar da nossa saúde!! Bjinhos.

    ResponderExcluir
  18. Que post maravilhoso! você esclareceu muito sobre a obesidade , um assunto serio e que deveria ter mais atenção de todos

    ResponderExcluir
  19. Ótimo post para alertar, obesidade vem crescendo a cada dia e é um problema sério para a saúde, sempre é bom ter informações !
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Luto com a obesidade a muito tempo, posso dizer que não é fácil, mais também não é difícil de mudar, aos poucos estou mudando rotinas e costumes enraizadas, parabéns pela postagem!

    Beijos
    www.mariaulhoa.com

    ResponderExcluir
  21. É com certeza um tema que muitos deveriam ter como preocupação, pois acredito que muitos desses casos pode levar a morte ou uma provável invalidez, não podemos deixar de ler com cuidado esse alerta

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  22. Eu acabei tendo pedras na vesícula.
    Nem tinha associado a minha obesidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Oie, tudo bem? Obesidade é um assunto muito sério e prejudica muito nossa vida. Antes eu era gordinha, ficava cansada quando subia a escada, as roupas não cabiam em mim, era muito desagradável. Ai comecei a mudar minha alimentação e fazer exercícios, minha vida mudou bastante. Beijos, Érika

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir
  24. Achei muito interessante e muito importante seu post
    obesidade não se brinca a muitas causas
    e seu post esta tudo muito bem explicadinho
    adorei
    bjs

    ResponderExcluir
  25. A Obesidade é gravíssimo,e foi ótimo vc abordar esse assunto muitas pessoas não se dão conta de tamanha gravidade.
    bjúús

    ResponderExcluir
  26. Mynda esse assunto é muito importante, a obesidade é algo que sempre precisa alertado, ainda mais a obesidade morbida (acho que é assim, seu post super informativo bjs

    ResponderExcluir
  27. Bom saber um pouco mais sobre esse problema.
    A gente acaba vendo que nem tudo é nossa culpa né.
    Adorei o post.
    bju

    ResponderExcluir

Seja bem vindo(a), sua presença nos deixa muito feliz!
Bjos,
Volte Sempre!

Receba no seu email

Coloque seu email:

Assine nosso FeedBurner

.

.

Divulga Links

Siga-nos por Email

Postagens populares