Tradutor - Translate

13/12/15

Querer é poder, será?

Olá meninos e meninas tudo em paz com vocês!

Aqui as coisas estão calmas graças a Deus!

Gosto muito de mensagens edificantes, e algumas que leio mexem comigo, quando isso acontece sempre trago num post, e hoje trouxe essa mensagem para nós lermos.

Querer é poder
regando
Certas histórias de vida nos deixam admirados pela renúncia e resignação de seus protagonistas.

Conhecemos, por exemplo, os sacrifícios de Madre Tereza de Calcutá, sua dedicação e amor aos pobres;

os momentos incomuns de solidariedade, vivenciados por Chico Xavier, junto aos seus atendidos;

o esquecimento das próprias dificuldades físicas de Irmã Dulce, em prol dos demais sofredores;

o relegar total de seus interesses particulares, em favor do ideal abraçado, de Allan Kardec e tantas outras grandes almas, algumas anônimas, que se entregam, totalmente, à prática do bem aos demais.

Cientistas que vivem em função de suas pesquisas, para libertar a Humanidade de determinadas enfermidades; pais, que se sacrificam em todos os sentidos, para dar chance de vida, a um filho especial...

Então, nos perguntamos: Que força é essa, que permite o esquecimento de si mesmo, para se doar dessa forma total?
* * *
Ao nos questionarmos e buscarmos um motivo plausível, analisando essas almas, notamos que, de fato, elas têm algo a mais, que as fortalece e enobrece: o verdadeiro amor;

a ligação espiritual com Deus, o Pai todo justiça e bondade;

a presença do Cristo, moldada em suas atitudes.

E, refletindo, constatamos que todos nós possuímos, em estado ainda latente, os esplendores que, em grau supremo, a Divindade criadora possui.

Cumprindo a lei de amor, de justiça e caridade, e nos esforçando pelo próprio progresso, refletimos Deus, o Ser incomparável que nos deu a vida. 

A alma, que já conseguiu conjugar vibrações com o Criador, compreende o amor universal e sabe amar!

E, quem ama, harmoniza seus sentimentos com o Amor Divino; entrega-se ao trabalho em favor do próximo, e não se perturba com o próprio sofrimento.

Isso porque o amor é fonte de alegria, sendo a plenitude da felicidade.

Quem faz do amor seu propósito de vida não registra estado inferior, pois sua sintonia é sempre superior. 

A alma, quando atinge a glorificação da sintonia com o Criador, expande-se em abnegação pela Humanidade.

Da mesma forma, é do feitio da alma nobre, encarnada na Terra, dedicar-se, totalmente, ao ideal construído no coração.

Ela o faz sorridente e espontânea, vivenciando alegrias, pelo bem que pratica.

Sente-se feliz pelos sacrifícios a que se entrega, sem padecer pelas dores próprias da Terra.

Vive mais a realidade espiritual do que a material, isolando-se das mazelas terrenas, mesmo que presentes.
* * *
Querendo, podemos seguir o exemplo dessas almas de escol.

Lembrando-nos que somos Espíritos imortais e que nossa sina indiscutível é o progresso intelectomoral, o Espírito de Verdade nos conclamou a nos amarmos e a nos instruirmos.

As ciências nos abrem caminhos ao aprendizado abrangente.

O estudo da realidade espiritual nos permite enxergar a vida mais além.

Somos filhos do amor maior, trazemos esse amor em nós, e basta que o adubemos, para que germine, cresça e floresça.

Vontade, estudo e disposição, fazem crescer o amor no coração...
Redação do Momento Espírita.
Bjs
Fica a pergunta no ar, querer é poder, será?

Abraços e carinhos, até breve ...
Beijos, Minda!
Minda Silva

4 comentários:

  1. O amor é o maior dos sentimento mais pouco usado, postagem maravilhosa amei
    Venha ver o meu Novo Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=QTTJlojHXF8
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu amo essas mensagens do "Momento Espírita", você também é espírita?? Eu sou :)

    Blog Coisas de Jana

    ResponderExcluir
  3. Olá Minda, que mensagem linda de amor! Em um momento com tantas guerras, desigualdades e lutar pelo poder é muito importante que celebremos o amor e jamais nos esqueçamos que caridade é sinônimo de amor!
    Beijo e ótima Segunda-Feira

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Minda!
    O título do seu post e a sua pergunta final me fizeram lembrar de uma pregação do pastor Juanribe Palharim. Citando vários versículos e ações, ele pregou que o acreditar, o ter amor, o ter vontade, nada são sem o agir. Todo ato de fé na Bíblia vem acompanhado de uma ação. Quando Cristo chamou Lázaro para fora, depois de 4 dias morto, antes, suas irmãs tiveram que "tirar a pedra". Para ver a obra é preciso agir.
    Então, respondendo sua pergunta, querer só é poder se tiver uma ação. Caso contrário, não...
    Adorei a reflexão!

    E aí, já conseguiu aquele livro do Beedle, o Bardo?

    Abraços esmagadores e ótima semana.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo(a), sua presença nos deixa muito feliz!
Bjos,
Volte Sempre!

Receba no seu email

Coloque seu email:

Assine nosso FeedBurner

.

.

Divulga Links

Siga-nos por Email

Postagens populares