Tradutor - Translate

09/07/14

Tudo é uma questão de opção

Olá meninos e meninas tudo bem?

Hoje é um dia diferente para os brasileiros que acreditavam como certa a vitória na copa, pois ontem na decisão entre a seleção brasileira e alemã a coisa não aconteceu da forma esperada, aliás bem aquém do esperado.

Vi muita gente reclamando, outras queimando a bandeira, outras xingando os jogadores etc. Sinceramente não concordo com nada disso, aceito o fato que sentimos vergonha de perder de uma forma tão devastadora, principalmente por ser em casa, mas por outro lado penso pra mim, que devemos aprender com a derrota, não desistir ou ficar infeliz, e sim usá-la para impulsionar nossa vontade de vencer, e por isso trouxe essa mensagem para refletirmos.
João Paulo II
As pessoas iluminadas desse mundo não tiveram a vida fácil, precisaram lutar contra as adversidades, e venceram porque não se deixaram vencer, então vamos ver um desses exemplos.

Vitória ou derrota?

Quando a dor o alcança, como você reage? Você se entrega e se lamenta ou a enfrenta e sai fortalecido?

Quando a dificuldade o martiriza, você reclama, chora e fica cheio de auto-piedade, ou luta, insiste, prossegue?

Tudo é uma questão de opção.

O jovem Karol Wojtyla sofreu os horrores da segunda guerra mundial. Os nazistas estavam determinados a apagar a Polônia do mapa da Europa.

Naquela época, aquele que se tornaria papa em 1978, atravessou um dos mais difíceis períodos de sua vida.

Ele precisava caminhar durante dias sob um frio congelante para trabalhar numa pedreira.

Também para arrumar comida e remédios para o pai idoso e doente, que morreria em fevereiro de 1941.

Além disso, arriscava a vida ajudando um grupo de teatro que fazia parte da resistência cultural à ocupação nazista.

Arriscava-se ainda a estudar para o sacerdócio como seminarista clandestino, escondido na casa do arcebispo de Cracóvia.

No ano de 1997, o teólogo encarregado de escrever a sua biografia perguntou ao então papa João Paulo II o que ele aprendera naqueles dias de tanta tormenta e incerteza.

A resposta foi breve e direta. Participei da grande experiência dos meus contemporâneos: a humilhação por meio da crueldade.

Algumas pessoas reagiram a essa humilhação de formas diferentes. Outras enlouqueceram, e algumas se suicidaram.

Houve quem aderisse ao caminho da resistência violenta. E quem se tornasse comunista, com a esperança de construir uma utopia no planeta.

O jovem Wojtyla teve uma reação muito diferente. Sob a pressão do mal e dos maus, ele se tornou forte, inquebrantável.

O fato de viver sob intensa pressão na resistência radical à perversidade daqueles dias de guerra, o tornou brilhante, capaz de atravessar obstáculos que o mundo imaginava intransponíveis.

Em 1981, João Paulo II foi baleado. Não arrefeceu na luta por defender os direitos do povo e a ideia de que o espírito humano pode conduzir a história de maneira positiva.
Divisória de borbletas
Ante os dias difíceis e as lutas constantes, pense em seu fortalecimento moral.

Reserve um lugar especial em sua vida para armazenar as preciosas lições resultantes do combate sem esmorecimento.

Ante a montanha das dificuldades, recorde sempre: aceitar a derrota ou batalhar pela vitória é sua decisão.

Pense nisso!
Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no artigo O Papa da paz, de George Weigel, Seleções do Reader´s Digest, maio/2005.
Divisória
Como tão bem nos mostra o texto, podemos escolher de que forma queremos viver, nos deixar abater pela derrota e desistir de tudo, ou nos fortalecermos e usá-la como alavanca do Sucesso, a escolha é nossa, independe de outrem.

Foi vergonhosa a derrota? Sim foi, mas nós brasileiros antes dessa derrota no esporte, vivemos diversas outras derrotas muito mais humilhantes (hospitais e escolas precárias, salários baixos, desrespeito entre tantas outras coisas que nos faltam), e continuamos vivendo, ou não?

Se Tudo é uma questão de opção, qual é a sua?

Deixo a todos meu carinho, na esperança de dias melhores ...
My
Masso Vita

9 comentários:

  1. Olá amiga!!

    Parabéns pelo post tão urgente para repensarmos que, o jogo do campo de futebol não é tudo. Nosso País possuem riquezas que o mundo lá fora aprendeu a amar.

    Beijos e feliz dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos precisando urgente repensar no jogo da vida ... mas tudo ao seu tempo ... o que não soubermos fazer, Deus nos mostrará o caminho ...

      Bjks Ivaneide,
      My

      Excluir
  2. Oiiiie, My !!! Enquanto lia esse texto a minha cabeça rodava e me questionava com comparações de acordo com cada incentivo, moral, humilhação e destreza com que foi relatado. Fico à pensar na grandeza do ser humano que consegue transformar dores em sabores.....Eu não consigo. De fato, fico muito triste e inquieta no primeiro momento de uma dor, decepção ou grande sacrificio.....Porém, a fé na doutrina Espírita faz com que eu tente transformar as dores e humilhações em grandes lições. Tenho muito pra aprender, e, fico muito feliz com textos como os que você disponibiliza por aqui. Obrigado Miga. Quanto aoo Brasil, há, ele vai esquecer a derrota com a mesma rapidez que foram lançados os GoLs da Alemanha!!!!! Será uma lembrança lá bem distante.....enquanto tantos outros acontecimentos não podem ser esquecidos. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rytta nem pra mim é fácil me desligar das coisas ruins que possam me acontecer, e é por isso que leio esses textos pra me ajudar a ser melhor que sou hoje, para aprender a aceitar melhor as coisas, mas claro sem me conformar com isso, mas entender sem ter tanto sofrimento ... Temos muito que aprender minha amiga, todos nós ...

      Quanto ao Brasil no futebol, ta na hora de aprender um cadin de humildade ... e isso que aconteceu passa, na próxima venceremos da mesma forma de 7 x 0 é só treinar e confiar ...

      Bjks
      My

      Excluir
  3. Olá!!

    Passando para dizer: Bom dia com alegria!

    Deus está contigo,viu?

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho que no jogo podemos perder e ganhar, não existe vitória sempre...é até um pouco de pretensão exagerada dos brasileiros!
    Vamos valorizar nosso país e fazer com que ele seja um exemplo em educação,saúde,transporte urbano,segurança pública e em salários dignos aos trabalhadores.
    Bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é sabermos que a vida segue e que esse incidente não é mais nada do que apenas mais uma experiência de vida ...

      Bjks Elyane
      My

      Excluir
  5. Arrasou um dos seus melhores textos, assino em baixo.
    O brasileiro é um povo que ainda engatinha na arte de perder e ganhar.
    Por isso como bem citou vimos exemplos extremos nessa copa, tudo errado.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo(a), sua presença nos deixa muito feliz!
Bjos,
Volte Sempre!

Receba no seu email

Coloque seu email:

Assine nosso FeedBurner

.

.

Divulga Links

Siga-nos por Email

Postagens populares