Tradutor - Translate

02/09/13

É possível tratar a TPM com Acupuntura ?

TPM e Acupuntura
Olá meninos e meninas tudo bem?

Que tal sabermos se é possível tratar a TPM com acupuntura, seguindo na linha de tratamentos alternativos contra a TPM.

Com maior ou menor intensidade, a Tensão Pré-Menstrual (TPM) interfere na vida de 70% das mulheres, e provoca desde sintomas físicos como inchaços e cólicas até crises emocionais. Em alguns casos, a TPM pode exigir um acompanhamento mais rigoroso por parte de um médico. O importante para as mulheres é se informar sobre as causas e os efeitos da TPM, que podem ser atenuados com hábitos saudáveis e a prática de atividades físicas.
A Tensão Pré-Menstrual é causada pelo aumento de alguns hormônios, principalmente do estrógeno, no corpo da mulher, durante o período que antecede à menstruação. Esse aumento hormonal pode causar retenção de líquidos no organismo feminino, fenômeno capaz de alterar bastante o metabolismo da mulher. A TPM pode durar até 15 dias e se caracteriza pela manifestação de mais de 150 sintomas diferentes, como cólicas, dor nas mamas, dor de cabeça, aumento do apetite e do peso, inchaços em várias partes do corpo e alterações no sistema nervoso. A quantidade e a intensidade desses sintomas variam de mulher para mulher e também a cada ciclo.
É sempre necessário esclarecer que a TPM não é uma doença, mas uma síndrome (estado caracterizado por conjunto de sinais e sintomas), que, dependendo da intensidade e duração de suas manifestações, pode exigir atenção especial e tratamento dirigido.
MENOPAUSA
Uma dessas manifestações é a disforia pré-menstrual, distúrbio que apresenta sintomas psiquiátricos. Nessas circunstâncias, a mulher tende a sofrer de crises de irritabilidade, nervosismo, depressão, e, se algo não for feito, ela pode até comprometer seu relacionamento pessoal e profissional. A disforia atinge cerca de 8% das mulheres com TPM. Nessas circunstâncias, algumas ficam tão transtornadas que chegam a cometer atos de agressividade contra qualquer pessoa, como colegas de trabalho, maridos, filhos, familiares e amigos.

A TPM tende a se intensificar dos 35 anos até a menopausa (período em que terminam os ciclos menstruais). Nessa fase, até mulheres que não sofriam do problema podem ser atingidas pelo início de uma disfunção hormonal.  Os efeitos da TPM também podem continuar ao longo da menstruação e, nesse caso, o fenômeno recebe o nome de tensão menstrual.

Segundo médicos especialistas em Medicina Chinesa, a medicina energética, combater o estresse e manter hábitos saudáveis contribui bastante para atenuar os efeitos da TPM. O estresse e as angústias em geral do cotidiano ajudam a agravar o problema. É necessário também que a mulher esteja atenta à alimentação e à prática regular de atividades físicas. Tomar café, refrigerante, açúcar, comida condimentada, gordurosa, sal e o tabagismo devem ser evitados. Ao invés disso, a medicina chinesa recomenda a adoção da dietoterapia que indica o consumo de frutas, verduras, proteínas, carboidratos integrais, muita água e chás diuréticos, como o chá de erva cidreira, quebra-pedra e douradinha do campo. Esses chás eliminam líquidos retidos.

ACUPUNTURA
O nervosismo aumenta, o mau humor é evidente e as crises de choro são para  lá de comuns. A tensão pré-menstrual, mais conhecida como TPM, teima em  aparecer todos os meses. Além da instabilidade emocional que incomoda (e  muito!) quem está por perto, traz cólicas, retenção de líquidos, dores de  cabeça. A boa notícia às mulheres e, claro, aos maridos, namorados e filhos, é  que a acupuntura promete amenizar esses problemas. 

A técnica acredita na existência de uma circulação de energia vital pelo corpo e  seu excesso ou falta ocasiona os incômodos. "Quando há excesso, a mulher  pode sentir cólicas superficiais e ficar mais explosiva, por exemplo. No caso de  falta, as dores são mais profundas e a pessoa fica mais introspectiva", disse o  terapeuta em acupuntura Almir de Carvalho, proprietário da Reabilita Terapias  Naturais, de Santo André, em São Paulo. 

Para equilibrar a situação, de maneira geral, as agulhas são espalhadas por  pontos específicos da barriga próximos ao umbigo, do pé, da cabeça e da  orelha. Assim, a acupuntura busca regular o sistema nervoso, o funcionamento  do fígado e os hormônios. 

Carvalho sugere um tratamento de oito a dez sessões, sendo uma por semana.  Depois, seria interessante a manutenção mensal, na semana anterior à  menstruação. "É interessante que haja mudanças em alguns hábitos  alimentares. Vale evitar enlatados e bebidas geladas. Devem preferir alimentos  mais próximos do natural possível."
Estas terapias têm a vantagem de evitar os efeitos colaterais provocados por medicamentos, sobretudo hormônios e antidepressivos, além de seu custo menor.

O importante é que a mulher e as pessoas com quem elas convivam reconheçam a existência da TPM, quando ela estiver presente. Negar, assumir atitudes preconceituosas e não procurar ajuda só piora a situação. Tratar o problema no início, por meio da adoção de hábitos saudáveis ou de algumas opções terapêuticas oferecidas pela medicina chinesa. Em certos casos, o médico acupunturista poderá indicar um médico ginecologista ou psiquiatra para uma terapia associada às práticas de Acupuntura e da medicina chinesa.
Fonte:  X Congresso Médico Brasileiro de Acupuntura da AMBA 
Barrinha
Então é isso meninas aqui você tem mais uma opção para cuidar desse transtorno  mensal, penso eu que quanto mais natural for o método de tratamento  é melhor para nossa saúde física e porque não emocional.

Você já se utilizou dessa técnica pra tratar de TPM? Qual sua opinião sobre o assunto? 

Abraços e carinhos,
My

Um comentário:

Seja bem vindo(a), sua presença nos deixa muito feliz!
Bjos,
Volte Sempre!

Receba no seu email

Coloque seu email:

Assine nosso FeedBurner

.

.

Divulga Links

Siga-nos por Email

Postagens populares